14.9.16

Crítica: Esquadrão Suicida

Classificação: (Bom)

Já faz um tempo que fui assistir Esquadrão Suicida no cinema e acabei esquecendo (confesso!) de contar o que achei do filme por aqui. O bom, é que a essa altura do campeonato muita gente já deve ter assistido e dá pra a gente interagir nos comentários, né? Vou contar pra vocês o que achei, pontos positivos e negativos e quero que vocês me contem também.

O filme começa apresentando os personagens do Esquadrão, o que é INCRÍVEL. Sério, a parte que mais gostei do filme. O tom sombrio e a ideia inicial fazem muito sentido. A apresentação dos personagens é digníssima e me deixou bastante entusiasmada para o restante do filme... aí que vem a decepção. O filme não surpreende e acaba não atendendo as expectativas causadas diante de tantos trailers e marketing maravilhosos. Mas vamos com calma!

Primeiro quero destacar os pontos positivos. Os atores são espetaculares, todos, sem exceção, incluindo Jared Leto que foi tão julgado por aí. De fato ele não foi o melhor Coringa da história, mas não dá pra tirar o mérito dele. O cara se garante, além de ser lindo até de cabelo verde (socorro)! Ainda destaco positivamente os efeitos visuais e a trilha sonora. Ótimos!

Mas agora preciso citar as partes negativas, que na minha opinião foram bem maiores que as positivas. Para começar, o roteiro é péssimo, até agora não consegui entender porque enfiaram um bruxa com um irmão (?) que queriam dominar o mundo e acharam que isso seria legal. Não, não foi. Para piorar, o filme que se chama Esquadrão Suicida poderia ter sido claramente chamado de O Pistoleiro e A Arlequina, porque o filme se resume aos dois personagens, os outros elementos do Esquadrão foram super mal explorados, senti super falta disso. O filme não ressalta as habilidades dos personagens (nem mesmo da Arlequina e Pistoleiro). 

Bom, falando ainda em personagens, os trailers do filme dava um destaque muito grande ao Coringa, que quase não aparece no filme (apesar de não fazer parte do Esquadrão, senti falta de mais cenas com ele). E ainda, o filme coloca um sentimentalismo barato com tentativas patéticas de humanizar os vilões, além de utilizar de frases efeitos com closes forçados para dar um tom de comédia a algumas cenas. Não ficou legal!

Resumindo, o que eu imaginava ser um puta filme adulto, foi um filme para assistir de tarde com a criançada comendo pipoca. Uma diversão legal para assistir num domingo. 

Agora quero saber a opinião de vocês, o que acharam do filme? Concordam comigo ou eu fui muito dura na crítica?

12.9.16

Dica de série: Outlander


A minha indicação de hoje é para quem gosta de aprender história com seriados de tv, quem ama ver paisagens lindas e figurinos fiéis! Outlander tem tudo isso e muito mais; cultura, mágia, intrigas e esquemas políticos em uma série só.

O seriado tem um storyline complicadinho de explicar, mas que fica bem claro no primeiro episódio. Claire Randall e seu marido, depois de passarem a segunda guerra mundial separados, decidem viajar até a Escócia para uma segunda lua de mel. Tudo estava indo muito bem até ela, magicamente, ser transportada até o passado para o ano de 1743 e ela terá que lidar com essa situação e fazer de tudo para sobreviver.

O seriado tem um um ritmo mais calmo, os episódios tem uma hora, então você vai ter o prazer de ver cenas maravilhosas e cortes lindos com a paisagem escocesa. A história é bem fácil de acompanhar, as personagens são cativantes e você fica bem envolvido querendo saber onde as coisas irão parar. Eu assisti a primeira temporada em uma sentada só praticamente e a melhor notícia é que já tem a segunda temporada terminada e os figurinos continuam maravilhosos, aliás, ficam melhores ainda por motivos que não irei revelar!


Outra coisa que faz com que eu ame outlander é a trilha sonora! Tem uma vibe muito boa e gostosa e quando você menos percebe já está cantando junto com a abertura e para quem gosta de ler: o seriado é baseado na série de livros escritos pela Diana Gabaldon. São 8 livros lançados e mais um a caminho, sem contar os contos.

Alguém ai já assistiu? Tem mais algum seriado do gênero para me indicar?

Acompanhe nas redes sociais:
Snapchat: PAULAREGGIORI

10.9.16

Vídeo: Recebidos de Agosto


Oi, pessoal! Como vocês estão? Hoje vim compartilhar com vocês algumas coisas que recebi nos últimos meses. Alguns presentinhos de marcas, de amigas e até comprinhas. Tem bastante coisa legal, e se vocês curtirem esse tipo de vídeo, posso tentar fazer com mais frequência :) Bora conferir?


Não deixe de se inscrever no canal!

Me conta, qual foi seu item favorito do vídeo?

Acompanhe nas redes sociais
Snapchat: CAMILAMABELOOP

6.9.16

Vírus


Não respire. Não agora, o vírus do anti-amor se proliferou por toda a cidade. As pessoas estão se transformando em pedra, e estranhamente os hospitais estão vazios. Será que eu fui a única a perceber esse apocalipse “zumbi”? Porque é assim que eu os vejo. Insensatos, insensíveis, ignorantes.

Vejo por aí, entre os becos e ruas da vida, a juventude se desgastando, envelhecendo antes do tempo, cansados de respirar, jogando os sentimentos na lixeira ou então guardando no fundo da bolsa, como aqueles papeis que a gente coloca lá e vai juntando com mais alguns, tem de tudo, papel de bala, chocolate, uma prova e um amor soterrado. 

“Eai, Julio! Como vai você e aquela sua paquera?”
“Ah, terminamos.”
“Ué, o que aconteceu?”
“Não era o que eu queria, não quero uma coisa séria, um relacionamento.”

E você quer o que hein, Julio? Uma brincadeira? Quer marcar uma hora para o amor? Que triste! O amor não tem hora não, nem data. Só acontece, da forma que você menos esperar, um dia ele vai chegar sem nem pedir licença, vai se apossar de todo esse espaço em branco e preenche-lo com sua dose mais pura, e você Julio, terá sua cura.

 Me acompanhe nas redes sociais! 
Snapchat: Nahmorato
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Desejo Adolescente - 2016. Todos os direitos reservados. Design e programação: Folks Creative Studio. imagem-logo