19.5.15

Dica de Leitura + Apresentação do Resenhista Novo (um nerd legal): O Muro

Autores: Fraipont & Bailly
Editora: Nemo
ISBN: 9788582861639
Ano: 2015 
Páginas: 192
Classificação:  (Excelente)  
Onde Comprar: Saraiva | Submarino | Livraria Cultura 

 Hm... Devo começar me apresentando formalmente, certo? Então vamos lá!

Meu nome é Tico Menezes, tenho 22 anos, paulista, colecionador de quadrinhos, leitor voraz, roteirista de curtas-metragens bem ruins, o orgulhoso dono do título de “Dois Anos Sem Beber Refrigerante”, crítico de literatura, cinema e televisão há alguns anos, defensor ferrenho das obras de John Green, fã abobado e eternamente deslumbrado do universo de Harry Potter, ator ainda pior dos já citados curtas-metragens ruins, aficionado por Star Trek – a ponto de ter uma camiseta da Frota Estelar com o meu sobrenome, sim, bobão a esse ponto –, defensor de distopias, poeta que vê poesia num muro pichado, autor de contos e crônicas sobre assuntos completamente aleatórios, achei o final de Jogos Vorazes muito bom e ainda ouso gostar de Divergente – risos, mas é sério –, rato de biblioteca que fica procurando livros que ninguém conhece e que, quando acha esses livros, se sente o dono deles por direito, admirador da cultura brasileira, o garoto que corre de moletom no parque num calor de 36 graus ouvindo Beatles, The Cure e A Banda Mais Bonita da Cidade, professor de inglês, o amigo que dá livros de presente – mas adora recebê-los também, tá? –, invejo muito quem sabe desenhar, adoro filmes que costumam deixar as pessoas revoltadas ou confusas, assim como adoro filmes indie que ninguém conhece ou acha “esquisito e chato”, compro livros mesmo tendo uma fila imensa me esperando na prateleira, não vejo problema em gostar de um clichê ou outro de vez em quando, vejo o mundo com olhos de criança, pois como uma pessoa muito sábia um dia disse sobre mim “O Tico dormiu com 10 anos e acordou com 20”, dono de um cachorro chamado Milo, “talvez você diga que eu sou um sonhador, mas não sou o único”, amo aprender com clássicos da literatura, da música e do cinema, meu cérebro é muito bom em guardar curiosidade inúteis, falo demais e, ah... E sou o novo resenhista do Desejo Adolescente!
Vamos à primeira resenha?

Rosie, 13 anos, viu a mãe fugir com outro homem, vê o pai descontando a frustração no trabalho, fica sozinha o dia inteiro, tem uma melhor amiga que parece cada dia mais distante, sente-se solitária, tem pensamentos melancólicos, não aguenta mais sua rotina vazia, mas não sabe o que fazer para mudar. Ambientado na Bélgica de 1988 e ao som de muita música punk-rock, essa poesia urbana é poderosíssima.

Afinal, o que fazer para mudar?

Essa é a grande questão que “O Muro” – roteiro de Céline Fraipont e arte de Pierre Bailly – trabalha em suas 190 páginas em preto e branco. E na boa? É incrível como os autores trabalham a confusão de Rosie, encontrando sensibilidade num mundo frio, honestidade em meio a pessoas hipócritas, sorrisos em meio a dor.

A HQ me lembrou muito filmes indie adolescentes por causa de sua inventividade em lidar com o vazio que, hora ou outra, todos sentimos. E quando falo da honestidade do roteiro, me refiro às pequenas crueldades da vida e a forma como Rosie e os outros personagens reagem a elas. Por exemplo, um pré-adolescente que descobre o quão inapropriados são palavrões numa mesa de jantar, xingamentos horríveis que se tornam mais frequentes que vírgulas em suas bocas, a negligência de um pai que trabalha demais, a curiosidade em descobrir o que há de tão divertido numa bebida alcóolica ou em cigarros, os pensamentos que nos assolam quando nos deitamos no travesseiro.

Ao terminar de ler “O Muro”, alguns leitores – talvez a maioria – terão bem claro em suas cabeças o que fariam e o que não fariam se passassem pelas mesmas situações, e é justamente nesse momento que percebemos o quanto somos perspicazes para com os outros e o pouco que sabemos sobre nós mesmos. Sabe aquela coisa de “tenho conselhos maravilhosos e consigo ajudar todos os meus amigos, mas não sei o que fazer com a minha vida”? Então, Rosie é uma dessas amigas que têm um problema que nós conseguiríamos resolver com facilidade, mas, ao nos colocarmos no lugar dela, entendemos que nada é tão simples assim, nada é tão preto no branco – com o perdão da ironia, afinal, a HQ é em preto e branco... Ah, vocês entenderam a piada!
A arte de Pierre Bailly é linda, há um jogo que o desenhista faz com as sombras que torna tudo mais sutil, sem perder a profundidade dos sentimentos de cada personagem. A trilha sonora – sim, há uma trilha sonora seeeensacional que rola durante a história – apresenta nomes como “The Cure”, “Ramones” e “Sonic Youth” e, uau, como ilustram bem as passagens. Páginas e mais páginas sem diálogos, cheias de significado sobre maturidade, perda, descoberta, dor, força e sobre a vida e o desafio de viver um dia após o outro.

Intenso, cru e reflexivo, este trabalho não passa despercebido e fica conosco um bom tempo após a última página ser virada, como um bom livro deve fazer. E o mais gratificante é saber que é o primeiro trabalho dos autores, que podemos ser surpreendidos por eles a qualquer momento com algo ainda mais belo. Mas, pensando bem, mesmo que não haja algo novo deles, “O Muro” é para se ler, reler e ler mais uma vez, pois sempre será uma experiência nova. Essa é a magia da literatura – “Quadrinho é literatura, sim!” Disse Tico aos velhos chatos –, é subjetiva e muda conforme os leitores mudam. 

Agradeço de coração pela oportunidade de indicar leituras aqui no Desejo Adolescente e estou aberto a sugestões e críticas, prometo respondê-las com entusiasmo e um sorrisão no rosto, reconhecendo o valor de cada opinião. Mas se quiserem falar bem também pode – mais risos, e novamente, é sério. 
Fiquem bem SEMPRE!

18.5.15

Trocando Cartas com a Mabel

Você já trocou cartas com alguém? Eu sinceramente não vivi na época de cartas, já acordei na tecnologia. Claro que no começo era aquela coisa de internet discada, não tinha whatsapp, poucos tinham celular, mas já era a vida com tecnologia. Mas eu sempre fui apaixonada pela ideia das cartas. Sempre gostei de ganhar cartinhas de aniversário e de presentar as pessoas com uma carta. No dia das mães, não tem outra, é carta pra todas elas. É tão legal registrar ou ler coisas bonitas que nem sempre são ditas, pra mim as cartas são tão especiais, que guardo todas que recebo. O amor ali parece estar muito mais presente do que em uma simples mensagem de celular, concordam?

Eu confesso que sou meio preguiçosa pra algumas coisas da web, eu prefiro ler um livro do que um e-mail muito grande, não curto ficar ouvindo áudio do Whats, dai pensei em tentar esse meio de comunicação mais antigo, já que eu sou "velha" pra certas coisas hahaha, com vocês. Que tal a gente se conhecer um pouco mais? 

Como vai funcionar? Bom, se vocês participarem a coisa toda vai ser muito legal. Você me enviam uma carta (para o endereço da minha caixa postal) e eu respondo a carta de vocês, e pra deixar a brincadeira mais especial, todo mundo que me enviar além de receber a resposta ganha um marcador do blog autografado. OBA! E vocês podem me escrever o que quiserem, um desabafo, uma indicação de livro, apresentando seu blog, qualquer coisa -boa- eu vou amar ler.

Como muitos de vocês sempre me pedem marcadores, eu achei que esse era uma forma mais legal de agradar todo mundo que realmente gosta do blog. Então eu ganho amor de vocês, vocês também ganham meu amor e ainda o marcador do blog. O que acham?

Não fiquem preocupados, podem enviar só uma cartinha em um envelope simples mesmo, é coisa de R$1,00 mais ou menos no Correio. Depende de onde você tá enviando e o peso. Acredito que não vou prejudicar ninguém, né? E é uma coisa que envolve muito amor e carinho, então acredito que vale a pena.

O endereço para vocês enviarem as cartas é:

Camila Carla
Caixa Postal 13
Ferraz de Vasconcelos - São Paulo
Brasil
CEP: 08530-970

Já posso ficar ansiosa aguardando as cartinhas de vocês? 

12.5.15

Lançamentos Literários: Maio 2015

Preparados para um mês muito legal de lançamentos de livros? Vou te contar que minha wishlist cresceu bastante depois de preparar esse post. Bora conferir quais as novidades que estão chegando nas livrarias esse mês, tem livro interativo, de mensagens, romance, quadrinhos...tá cheio de coisa linda.

1) A Canção de Alanna - Tamora Pierce - Única Editora - Sinopse
2) Minha vida dava um livro - Guilherme e Larissa - Única Editora - Sinopse
3) Uma curva no tempo - Dani Atkins - Arqueiro - Sinopse
4) Apenas um ano (livro 2) - Gayle Forman - Novo Conceito - Sinopse
5) Não pare! - FML Pepper - Valentina - Sinopse
6) A Lista - Cecelia Ahern - Novo Conceito - Sinopse
7) Como eu realmente (volume 2) - Fernanda Nia - Editora Nemo - Sinopse
8) A Herdeira (livro 4) - Kiera Cass - Seguinte - Sinopse
9) Inseparáveis - Kyra Davis - Suma de Letras - Sinopse
10) Para todos os garotos que já amei - Jenny Han - Intrínseca - Sinopse
11) O Livro do amor - Ariane e Jessica - Gutenberg - Sinopse
12) Que falta você me faz - Harlan Coben - Arqueiro - Sinopse

Lojas que eu recomendo para comprar livros:  Livraria Cultura | Submarino | Fnac | Saraiva

Qual o lançamento mais desejado de vocês? 

Acompanhe nas redes sociais
*Esse post tem conteúdo comercial

11.5.15

Concurso Cultural: Musical Os Recicláveis

Nós sempre conversamos sobre filmes, livros, música, que tal a gente começar a falar de teatro também? Aliás, já comentei com vocês aqui no blog algumas vezes que fui ao teatro e como foi, o assunto não é tão frequente porque confesso, vou muito pouco. Antes eu pensava que era só por não ser tão acessível como o cinema, mas com as aulas na faculdade a gente vai descobrindo que se a gente procurar a gente encontra arte acessível. Mas isso é tema para outro post, hoje vim comentar com vocês sobre um musical pop baseado nos livros de Toni Brandão que está em cartaz no Teatro Augusta.
Sinopse
Pedro é um garoto verde. Ecológico sem ser chato, gosta de jogar bola, de tocar guitarra, é ligado nas garotas… e está preocupado - muito preocupado! – com o aquecimento global, a poluição do ar, o desperdício da água e outros problemas ecológicos que estão colocando a Terra em perigo. Mas Pedro também está em perigo! Ele acaba de se apaixonar por Isabela, a garota mais encantadora e “antiecológica” que ele nunca pensou que pudesse existir. E agora?
O musical OS RECICLÁVEIS! parte de um triângulo amoroso e da formação de uma banda pop para divertir, refletir e se comunicar com a galera digital, globalizada e antenada às transformações desse admirável mundo novo! A banda Os Recicláveis transforma o teatro em um verdadeiro show.
Os atores Lucas Padovan, Luiza Porto, Pedro Vicente, Rodrigo Pasquali, Guilherme Zanella, Pauline Mingroni, Erica Monteiro e Daphne Bosaski dão vida a oito personagens que cantam ao vivo músicas de Rita Lee, Michael Jackson, Beatles, Stevie Wonder, Maroon 5, Charlie Brown Junior e Katy Perry. 

Serviço 

De 11 de abril a 28 de junho 
Sábados: 17h30 | Domingos: 16h
TEATRO AUGUSTA. Sala Paulo Goulart. Rua Augusta 943. Cerqueira César
 www.teatroaugusta.com.br
Valor do Ingresso: R$ 50 | Classificação: LIVRE | Duração: 60 minutos
Calmaê que a parte mais legal vem agora. A produção do espetáculo disponibilizou para os leitores do blog, um par de ingressos para ser sorteado. Que tal? Não vai ficar de fora, né?
Regras:
- Curtir a Fanpage do blog
- Responder a pergunta: O que você faz para salvar o planeta?
-
Preencher corretamente o formulário

- A resposta mais criativa e útil ao planeta, ganha dois ingressos para assistir o musical "Os Recicláveis" no Sábado (16/05) OU Domingo (17/05). 

- Os ganhadores terão nome na lista para a entrada ser liberada
- A responsabilidade de chegar até o local e no horário são dos vencedores
- O resultado será divulgado no dia 15/05 às 16h.

RESULTADO: A vencedora foi Paloma Brandão. Parabéns, Paloma! Aproveite o Musical!

O sistema implanta tantas leis sem necessidades à sociedade. Pensando nisto, ao invés de criar leis que não farão nenhuma diferença na vida cotidiana; eu no lugar deles, exigiria obrigatoriedade para os indivíduos em andar com uma 'bolsinha' reutilizável junto ao corpo, todas ás vezes que forem sair às ruas. Jogando nele todo e qualquer tipo de sujeira que encontrasse pelo caminho ou que descartamos no próprio dia a dia em meio a um passeio. E também, criaria guardiães com total atenção voltada à disciplina em limpeza para com as ruas e assim, multar friamente àqueles que não obedecessem as normas impostas de descartar na 'bolsinha' os lixos e após isto, ficais passarem de casa em casa para averiguar se foram separados corretamente para a coleta. Com esta bela utopia, certamente, seria um jeito de livrar e salvar o planeta da falta de atenção, desamor, empatia de terceiros e da tão triste poluição.

Gostaram? Quem quer ir ver o musical?

Acompanhe nas redes sociais

ou Mabel. Paulista 19 anos. Apaixonada por livros, louca por filmes, viciada em doces e música, futura jornalista e grande sonhadora. Vem compartilhar seus desejos comigo ♥ contato@desejoadolescente.com

 
Desejo Adolescente © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Candy Reis :: voltar para o topo