25.8.16

Dica de série: Stranger Things




Sinopse: Stranger Things decorre na fictícia cidade de Hawkins, Indiana, onde um garoto de 12 anos desapareceu misteriosamente sem deixar rastros. Enquanto procuram por respostas, a polícia local, a família e os amigos do menino acabam mergulhando em um extraordinário mistério envolvendo um experimento secreto do governo, forças sobrenaturais e uma garotinha muito estranha.

A essa altura acho que todo mundo já ouviu falar de Stranger Things, a nova série da Netflix! Esse final de semana eu assisti a temporada completa (são 8 episódios) e agora vou contar pra vocês o que eu achei.

Assim que comecei a série, pensei em desistir logo no primeiro episódio. Stranger Things não tem nada que eu goste: ficção científica, "monstros", etc. Mas resolvi insistir porque estavam falando muito bem! Acabei vendo a série em dois dias, ou seja, acho que gostei, rsrs. Inicialmente, achei que era uma série adulta, a partir de alguns episódios comecei a entender que é uma série infantil, a partir daí comecei a entrar no "clima"de Stranger Things.

A série é passada no ano de 1983 e tem vários elementos culturais da época, como a trilha sonora, figurino e inúmeras referências a obras de Steven Spielber, John Carpenter e Stephen King, além das referências aos principais filmes da época como Os Goonies, Conta Comigo e E.T, O Extraterrestre. Essa atmosfera dos anos 80, de uma certa forma, remete aqueles filmes que a gente via na Sessão da Tarde quando era mais novo, sabe? Isso dá uma nostalgia boa. Para quem viveu nessa época deve ser ainda melhor!

O que me incomodou um pouco foi que eu imaginei que seria uma série dos anos 80, mas com efeitos atuais e mais modernos. Não é, a série é nos anos 80 e parece que foi gravada e editada nos anos 80, o que acaba deixando algumas coisas meio toscas. Por ser uma produção Netflix (que a gente já sabe que são incríveis), acredito que tenha sido proposital, eles realmente queriam dar esse "ar"de produzida na década de 80.

O ponto forte pra mim foram os atores que são realmente MARAVILHOSOS, principalmente as crianças, em especial a que faz a personagem Eleven (ou Onze), além da Winona Ryder, sempre incrível. A história é muito boa, daquelas que te faz querer ver o que vai acontecer e você não consegue parar de assistir.

Por fim, eu gostei bastante da série (apesar de algumas coisas no aspecto visual terem me incomodado um pouco) mas não AMEI e nem achei a melhor série do ano, como muita gente falou por aí, talvez por não ser meu tema preferido. Ainda assim eu SUPER indico. Vale mesmo a pena assistir!


E você, já assistiu Stranger Things? Me conta o que achou nos comentários! ;) 

24.8.16

O que você disse?

Foto: Pantone

"Você deveria ser mais realista"

Sabe o que eu deveria mesmo? Não me importar com essa frase insensível. 

Muitas pessoas vivem de sonhos. Sonhos que ficam aqui dentro do pensamento e sonhos que um dia serão realizados. Sabe quando o seu amigo está com aquela cara de paisagem? Sim, aquela mesmo. Aposto que ele estava sonhando! Faz bem a saúde e ao coração. Então por que não? Toda noite antes de dormir eu invento uma história dentro da minha cabeça, e é empolgante, o sono fica melhor. 

Vez ou outra a vida me faz encarar situações nem tão legais, com pessoas "reais", que dizem que eu preciso ser realista. Fico meio triste e logo penso quem foi que quebrou aquela pessoa, o seu coração, para ela querer quebrar o meu também. Talvez não seja por maldade. Eu acredito que as pessoas precisam  ser encorajadas a fazer coisas boas. Sonhar.

Às vezes, fico pensando o que há de errado comigo. Eu, desde pequena, teci um mundo meu, e nele eu posso acreditar nas mais fabulosas e incríveis coisas, se assim eu desejar. Somos feitos de amor e sonhos, eu e meu coração. Por que carambolas, alguém precisa ser realista? 

Eu sei que quando eu acordar não haverá um unicórnio no meu jardim ou receberei uma carta de Hogwartz (mesmo que eu esteja esperando), eu sei distinguir o que é real e o que o meu coração deseja (um é mais legal que o outro). Por que é que eu não posso usar a minha imaginação? Por que eu não posso ser jornalista do The New York Times ou me casar com o Harry Styles?

Sabe aquele verbo "poder"? Vamos conjugá-lo: Eu posso, Você pode, Nós podemos. Quem vai dizer que não agora?

Não economizarei um centavo da minha riqueza. Eu sou feita de sonhos, então por favor, deixe-me sonhar.


  Me acompanhe nas redes sociais! 
Snapchat: Nahmorato

23.8.16

Encontrinho na Bienal do livro 2016


Quem aí está morrendo de ansiedade pra Bienal do Livro deste ano? o/

A feira já começa nesta sexta-feira e vai ter muita coisa boa. Inclusive, compartilhei com vocês, neste post, alguns dos lançamentos que vão rolar por lá. E hoje, venho convidá-los para o meu encontrinho. Uhulll! Em 2014 fiz um encontro com leitores e foi muito legal, este ano, a Editora Gente me convidou para repetir a dose.  

Então, amig@s, já anotem aí na programação de vocês. No dia 03/09 às 10h, já corram para o stand da Editora Gente (E078) para me encontrar. Nós vamos bater um papo sobre blogs, vou dar algumas dicas para quem quer fazer boas resenhas literárias, e claro, responder as perguntinhas de vocês sobre esse universo maravilhoso. 

Escolhi um dia bacana com bastante opções para vocês aproveitarem ao máximo, espero que dê para todos participarem. Levem seus caderninhos para não deixar passar nenhuma dica. E se preparem para os sorteios incríveis. A editora já separou três kits fofos com ecobags, livros e marcadores pra vocês, e eu também vou levar mais alguns brindes.

Uma dica importante: não deixem para comprar seu ingresso no dia. É sempre bom garantir antes, pelo site da bienal, pois as filas são bem grandes. E claro, chegue um pouquinho mais cedo para não correr o risco de perder o encontro.

Confirmem presença no evento do Facebook, assim vocês também acompanham as novidades até o dia chegar.

Espero vocês, viu? Vamos aproveitar esse momento juntos.

Acompanhe nas redes sociais
Snapchat: CAMILAMABELOOP

22.8.16

Anavitória, as meninas do Tocantins

Saiu o primeiro álbum de Anavitória (Vitória de preto, Ana de branco), o duo mais lindo do Tocantins e eu precisava compartilhar minha alegria com o mundo! A primeira vez que ouvi uma música delas foi por indicação de uma amiga e, desde então, eu só faço gostar dessas meninas. Elas já haviam lançado um EP com quatro músicas e alguns vídeos no canal delas no YouTube com músicas autorais e o que você precisa saber é que: as músicas são puro amor, as letras são apaixonantes, as vozes são lindas e a química que elas têm quando cantam juntas é gostosa demais de olhar.

Eu sou viciada em música que me dá frio na barriga e as músicas delas são daquele tipo que, se você não tem crush, você tem vontade de ter pra se embalar pensando em alguém. E se você tem alguém, você quer usar todas as frases nas legendas das fotos. Acha que eu tô brincando? Então escuta só:



O CD leva o nome do duo, traz versões em estúdio das músicas dos vídeos acima, num total de onze canções lindas. Das onze, uma é uma versão bonita demais de "Tocando Em Frente" (Ando devagar porque já tive pressa e levo esse sorriso porque já chorei demais...) e uma é uma parceria com o Tiago Iorc (que é padrinho delas - dorme com essa) numa música que não dá pra descrever de tão linda (quantas vezes usei esse adjetivo neste post?). Tá impossível sobreviver emocionalmente a esse álbum - das melhores maneiras possíveis.

Aqui embaixo estão as minhas duas músicas favoritas (das que eu ainda não conhecia):



E aí, você já conhecia? Conta aqui embaixo o que você acha se já conhece e o que achou se acabou de conhecer. 

Me acompanhe nas redes sociais:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Desejo Adolescente - 2016. Todos os direitos reservados. Design e programação: Folks Creative Studio. imagem-logo