21.9.13

Por Um Mundo Sem Rótulos

Você concorda em receber rótulos até tentar fugir de um deles, se você se diz heterossexual a vida inteira você só vai discordar disso no momento em que se apaixonar por alguém do mesmo sexo. Não tem problema nenhum em aceitar os rótulos da vida, até você precisar sair de um. Eu vivo em um mundo cheio de rótulos, seja eu recebendo ou até mesmo quando menos percebo já estou rotulando alguém. Me pego todo dia pensando - Esse povo da faculdade é tudo metidinho e rico, e ai a cada dia queimo a língua conhecendo alguém super legal (só errei na parte do metido até agora, o rico era verdade, hehe). Meu tio outro dia me chamou pra conversar e eu pensei muito sobre essas coisas do pré-julgamento que a gente faz do desconhecido e quando para pra ver rotulou o mundo inteiro e nem se deu a chance de conhecer as pessoas.

Pra mim um pouco da ideia de amadurecer é você se aceitar e aceitar as pessoas. Se aceitar dentro do mundo que insisti em nos confundir a todo o momento com modelos prontos para ser feliz e viver uma vida normal. Amadurecer é não se sentir deslocada, é sentir que você é alguém nesse mundo mesmo com todas as suas diferenças. É aceitar-se sem rótulos prontos. É ser loira e não se enquadrar no quesito patricinha, é ser lésbica sem alargador e camisa xadrez, é ter o cabelo colorido sem precisar gostar de rock, é ir pro bar sem precisar encher a cara de álcool e ficar horas em uma balada só se divertindo sem drogas. Fugir disso tudo não é fácil, a sociedade pede que se siga os padrões ou então você não fará parte dela, o mundo pra mim é mundo quando somos surpreendidos por pessoas sem rótulos e diferentes do que já estamos acostumados a conhecer é quando a gente dá a chance pra alguém ser quem ela é.

 Entre todos esses rótulos que convivemos o mais comum atualmente é esse tal de opção sexual. Eu acho que esse negócio de opção sexual não existe. Primeiro porque você não escolhe nada, você simplesmente sente. Quando se está com a mente suficientemente aberta para as coisas da vida você vive sem se prender em coisas padrões. Eu não acho que a gente só pode amar um tipo de pessoa, só os negros, só os brancos, só os altos, só homens, ou só mulheres. Claro que sei da existência das preferencias humanas eu, por exemplo, não gosto de cabelos loiros, mas vai que um dia alguém de cabelo amarelo me conquista? Isso é normal, o que não é normal são pessoas se fechando o tempo todo a um tipo de coisa e o pior, recriminando as outras que são livres o suficiente para não saberem o que realmente querem, apenas sabem viver ou são maduras o suficiente pra saber que nem tudo precisa de resposta ou de um padrão. Sou fã de pessoas maduras, que vão à praia sem medo de mostrar as gostosuras a mais, que não se reprimem na sociedade por um estilo de viver e de amar. Um dia eu amadureço também, e me livro de alguns rótulos.

Que tal se a gente parar de rotular um pouco as coisas? Eu torço por um mundo com menos rótulos e você?

Beijos, Camila Mabeloop

Comente com o Facebook:

2 Comentários

  1. Rótulos que destroem personalidades e criam pessoas diferentes, diferente de quem se é! Pra mim não faz sentido, já que todos nós somos todos iguais de um ponto de vista geral!!
    super beijo

    Mania de Bruna
    @ManiaDeBruna

    ResponderExcluir
  2. É realmente chatíssimo isso. Também me pego ás vezes rotulando as pessoas, depois me dou conta de que elas podem pensar a mesma coisa de mim e fico triste. É muito difícilç fugir das rotulações, hoje em dia, as pessoas esquecem o que tem dentro de si para ser como um manequim de uma loja.

    http://antisociedade.tk/

    ResponderExcluir

Deixe um recadinho com amor e será retribuído <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Desejo Adolescente - 2016. Todos os direitos reservados. Design e programação: Folks Creative Studio. imagem-logo