26.2.14

A Interminável Falsidade

"Nem vem tirar meu riso frouxo com algum conselho que hoje eu passei batom vermelho, eu tenho tido a alegria como dom em cada canto vejo um lado bom." - Mallu Magalhães.

Ok. O batom na foto nem é vermelho, mas eu adoro essa música, quando me chateio com alguma coisa boba, logo coloco ela pra tocar e minha sanidade mental parece voltar. Hoje vim falar de uma chateação, bem...chata. Uma das coisas que mais me chocam nessa vida é a falsidade. A gente pode definir essa palavra e esse tipo de comportamento de várias formas por exemplo, falta de coragem de ser quem é, falta do que fazer, falta de vergonha na cara, falta de amor. Acho que a principal nem é a falta de amor que todo mundo julga ser, mas sim a falta de coragem de ser quem é. Sou uma das pessoas que mais sofre com falsidade na vida. E não, não estou me fazendo de coitadinha, nem nada assim. Consigo até ver o lado bom da coisa, posso aprender a identificar como uma pessoa se comporta quando é falso, e cada vez eu aprendo mais. Só que esse aprendizado parece interminável.

Esses tempos comecei a faculdade, e a esperança de que essas briguinhas bobas de escola iam acabar foi por água a baixo logo no meio do semestre. Meninas que não tem realmente o que fazer da vida, riquinhas que não usam seu tempo precioso pra nada de bom, gastam salivas e salivas falando sobre a vida dos outros. Só que pra elas falaram, alguém tem que descobrir, não é? E que comece a investigação da vida alheia. O problema é que a investigadora realmente tinha me conquistado, já estava considerando uma das grandes amigas abri minha vida, como sempre faço. Otária. O resto da história aposto que já sabem. E mesmo acontecendo de formas diferentes, sempre acontece a mesmíssima coisa.

Mas conta pra mim. Como é que essa vida de se importar tanto com o que o outro ta fazendo ou deixando de fazer? Sim, eu me importo. Mas com gente que eu amo e quero o melhor, e quero fazer algo pra tornar o mundo um lugar especial pra todos os que eu gosto. Mas sinceramente? Não dou a minima pra gente que eu não gosto. Se eu não conheço, ok é aquele "não fede, não cheira". Agora se eu já conheci, vi que não tem os mesmos valores/gostos/opiniões que a minha, pra que eu vou gastar meu precioso tempo com essa gente? Não fico vendo as redes sociais, não fico na roda de fofoca, não reparo na roupa de fulano (nem de ciclano que eu não conheço), entende? Vivo minha vida, e no máximo a vida dos meus amigos e familiares. Azinimiga, eu deixo elas em paz desejando que elas façam o mesmo.

Apesar de ser um post meio desabafo, eu quero mais é aconselhar vocês. Não vivam a vida dos outros, principalmente de gente que não te agrada. Não comente, não faça imitações bobas, não riam, não se entreolham quando a pessoa passar. Se a pessoa te fez algo de ruim é bem simples: não olho, não cumprimento, não beijo, não abraço, não desejo feliz ano novo. Agora alimentar aquela pessoa na minha vida é que causa chateação. Se ela só não te agrada, sei la porque, pelo jeito que ela cospe (*o*) simplesmente ria com você mesma, sem causar um aê por uma impressão sua sem conhecimento da vida dela, que pode não ser nada fácil e ainda ter que aturar gente infantil.

Vamos lá galera, vamos espalhar amor, sorrisos e abraços por ai. Mas que tudo seja verdadeiro. Não seja falso. Não dê abraços e quem não se pode confiar. O abraço é uma das coisas mais intimas que se da pra outras pessoas, e você não pode por sair abraçando gente que não merece seu abraço e nem ser falso com quem te abraça e confia em você. Por um mundo mais cheio de verdades e coragem de ser quem somos. Não gosto, não gosto, não preciso ser falsa. Sou eu mesma e a falta de simpatia exagerada. 

Um abraço pra vocês que aparecem na minha vida e me enchem de amor, verdadeiro. Agora se você é uma das pessoas falsas que conheci na vida: rala sua mandada.

Compartilhe suas experiencias comigo, só comentar s2

Com amor e sorriso no rosto. Camila Mabeloop

Comente com o Facebook:

13 Comentários

  1. Falsidade é mesmo uma coisa difícil. Já tive probleminhas com isso e desde então só procuro me relacionar com pessoas de almas bonitas e boas!! Ótimo texto.

    www.voamari.com

    ResponderExcluir
  2. Apoiada!!!! Infelizmente ainda estamos rodeadas de pessoas falsas.

    http://marianaalb.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Um tema muito bom!! Vejo demais isso que falou de reparar demais nos outros, falar deles. Na bíblia diz que da mesma forma que julgueis, será julgado. E que a língua do homem não opera a justiça de Deus.
    É falta de amor próprio, o que realmente acho.


    www.chadecalmila.com

    ResponderExcluir
  4. Falou muito bem! Não sei pra quê as pessoas são falsas D: Blog Rainha da Simpatia

    ResponderExcluir
  5. Um dos temas que mais gosto nos blogs são esses que acabamos vivendo na vida como amigas falsas super apoio sua ideia cara nao me irrita mais quando percebeo os outros cuidando da minha vida, dps vai la fazer fofoquinha afzz ¬¬

    Gostei mt do seu blog :)
    http://malucaporestrelas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. A falsidade existe e nunca vai deixar de existir cabe á nós nos afastarmos deste tipo de pessoa pois coisa boa ela não trará para nossa vida,beijos linda e muita sorte com suas amizades



    http://fashionvinteum.blogspot.com.br/2014/02/and-oscar-goes-to.html

    ResponderExcluir
  7. Camila, disse tudo. Sei exatamente como é isso.
    Sou daquelas pessoas que se apega e confia muito fácil sabe (mesmo quebrando muito a cara), eu sempre acho que a pessoa é diferente, que vai ser diferente, e aí vem o tombo. Sempre acredito no melhor das pessoas e me decepciono. Mas posso ser sincera? Não deixe de acreditar, acho que da mesma forma que exite o mal, existe o bem, e se nós somos capazes de ser amigos de verdade, também deve existir pessoas assim. É uma pena que tenhamos que quebrar muito a cara para aprender isso.
    Mas não se chateie, pense sempre nas pessoas maravilhosas que tem ao seu lado.

    Um beijão, e ameei o texto (desabafo) *-*

    http://foreverdezoito18.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. @Nandinha Cristovão, como irrita ne Nandinha? Af af, rs <3

    ResponderExcluir
  9. @Nandinha Cristovão, como irrita ne Nandinha? Af af, rs <3

    ResponderExcluir
  10. @Mayara Moraes, Falou tudo Mayara,realmente não podemos deixar e acreditar, mesmo quebrando a cara ~quase~sempre rs. Bjs lindona, obrigada pelo conselho <3

    ResponderExcluir
  11. Nosssaaa, nem me fale, decepções atras de decepções. Normal da vida. Me afastei de muitaaaaaaaaaa gente. É duro eu sei. Se quer saber, mudei para de manhã e só falo com meu love (claro) e duas meninas que tavam de noite, fora isso, não faz muita diferença.. Sabe certas jeitos me incomodam e quero bem longe de mim.. Faz parte da vida Cami, realmente tem que deixar p la essas pessoinhas que não tem o que fazer da vida..




    Kisu
    www.eraoutravez.com

    ResponderExcluir

Deixe um recadinho com amor e será retribuído <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Desejo Adolescente - 2016. Todos os direitos reservados. Design e programação: Folks Creative Studio. imagem-logo