9.6.14

A dor precisa ser sentida

Se eu pudesse mudar um pouco de mim, tentaria ser mais romântica. Assim provavelmente eu não deixaria escapar os amores que já deixei ir, tentaria lutar por quem talvez valesse a pena, demonstraria meus sentimentos verdadeiros, não mandava ir embora quando gostaria de dizer, fica. Sempre escutei na vida pessoas dizendo que todos merecem a segunda chance e com esse meu jeito não-romantizado da vida, nunca dou a segunda chance. Congelo o coração e mando sumir de vez. Excluo de todas as redes sociais, nunca mais stalkeio, não toco mais no nome, afinal o que os olhos não veem o coração não sente, certo? Mas basta um desvio desse mundo isolado pra ferida sangrar novamente.

Essa história de que o tempo apaga e que a gente esquece, é tudo mentira. A gente nunca esquece, e o friozinho na barriga naquela música especial nunca passa e se passa não existe tempo determinado, pode demorar e muito. Jamais esquecemos aquele abraço, aquele sorriso, o jeito como falava das coisas, os planos... Muitas vezes tentamos mesmo esquecer, outras fazemos de tudo pra lembrar, registramos em fotos, textos, indiretas postadas. Mas o verbo esquecer nunca se aplica em uma história de amor.

Acredito que o mundo tem uma ideia muito errada do amor, precisa saber tudo do candidato, precisa se conhecer bem, ficar, sair várias vezes e dai você se apaixona. Para uma história de amor existir, basta o sentimento. Muitas vezes de uma só parte, mas quem disse que não pode ser amor? Não precisa ter chuvas de beijos, nem horas no celular. Quando for você vai sentir as borboletas flutuarem, vai querer falar e vai travar, vai olhar e desviar e olhar de novo. Vai planejar falar com ele e fazer planos impossíveis pra estar junto, isso já é amor antes de falado, pensado ou agido. É amor ou algo bem parecido.

Mas nem sempre o sentimento é suficiente, talvez nem verdadeiro, talvez sim. O amor pode aconter, mas nem sempre é vivido. Precisava atitude, precisava palavras, precisava coragem, precisava conhecimento e nem sempre o pacote é completo. Quando você menos espera, ele conheceu alguém que mudou a vida dele, como ele já tinha mudado a sua. Fez novos planos e foi embora. Às vezes reaparece, mostrando que esta ali e reacende o que estava se apagando e não percebe o quanto continua ferindo.

Se for pra ir, vá. Não olhe para trás, não tente de novo se não for pra valer. Deixe a ferida fechar, não se reaproxima. Por mais que eu tente evitar, que eu tente esquecer tudo que me lembra você, nada apaga a minha memória, nada apaga esse sentimento afogado em decepções. E eu lembro, sempre. Não machuque mais esse coração despedaçado. Se quiser que seja, fale. Não deixa que os erros cometidos se repitam, volte e fique ou vá pra sempre.

Senti a dor durante esse texto, ela precisa ser sentida (Já diria John Green). Agora garota, levante a cabeça e siga em frente. 

Bjs, Camila Mabeloop


Comente com o Facebook:

4 Comentários

  1. Nossa! gostei muito dese post hem parabéns tbm pelo blog
    tem post novo no meu blog venha conferir sua opinião é muito importante e se ainda não segue o blog aproveita segue e curti a página obrigada bjos...
    http://erildabarbosapadula.blogspot.com.br/2014/06/lancamento-oceane-femme.html

    ResponderExcluir
  2. "Se for pra ir, vá. Não olhe para trás, não tente de novo se não for pra valer. Deixe a ferida fechar, não se reaproxima."
    Acho que era algo assim que eu precisava ler hoje.
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. @Priih, que bom Pri, é bom encontrar sentimentos em comum rs Bjocas

    ResponderExcluir
  4. Uau! Parabéns, que texto maravilhoso, amei de verdade!
    Beijos
    bananna-pancakes.blogspot.com

    ResponderExcluir

Deixe um recadinho com amor e será retribuído <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Desejo Adolescente - 2016. Todos os direitos reservados. Design e programação: Folks Creative Studio. imagem-logo