12.11.14

Quero trocar de curso na faculdade, e agora?

Quem me acompanha desde o ano passado sabe que eu cursava Rádio e TV. Nesse ano, resolvi trocar de curso, escolhi Jornalismo. Muita gente já sabe e me manda várias perguntas nas redes sociais. Pensando nisso resolvi falar um pouquinho do assunto pra vocês. O primeiro post vou falar sobre trocar de curso, porquê sei que muita gente passa por essa dúvida também, depois vou ir contando pra vocês sobre o curso em si de Jornalismo, ok?

Minha experiência

Vamos lá. No segundo semestre de 2013, eu entrei na faculdade pra cursar Rádio e TV. A escolha foi complicada, eu estava em dúvida entre Jornalismo, Publicidade e Propaganda e RTV. Só que eu não pretendia cursar no meio do semestre, tinha enfrentada um período cansativo de escola + curso técnico e preferia descansar um pouco. Mas eu já ia pular um ano pós-escola, e se nada desse certo, ficaria tarde pra resolver, então busquei as faculdades que eu poderia estudar e no final acabei me matriculando na Anhembi Morumbi no campus da Mooca em São Paulo. 

Quem já ouviu falar, sabe que é carinho. A mensalidade era de R$1.140,00, depois de um tempo as coisas foram ficando ainda mais apertadas, minha mãe parou de trabalhar e eu estava investindo todo  meu tempo no blog e não trabalhava. E fora isso, as matérias já não me agradavam tanto mais. Como você pode imaginar, a gente tinha as aulas de rádio, que eu não me identificava nem um pouco, e as aulas de TV que já não me conquistavam mais. A única que eu gostava era de Roteiro, pela minha paixão de escrever. Pena que só saquei isso de verdade já na metade do segundo semestre quando tudo resolveu piorar junto. Situação financeira, amizades, matérias, professores, e aí fiquei me arrastando durante os meses e estudando a possibilidade da troca. 

Trocar de curso não é a maior dificuldade se você mesmo paga sua faculdade, o que não era meu caso e outro fator mega importante é saber o curso. No meu caso eu tinha dois problemas, queria trocar não só o curso, mas também a instituição de ensino. A Anhembi Morumbi é muito bem falada, e tem lá seus motivos pra ser mesmo elogiada, só que não era minha praia social e também não via razão pra continuar lá sendo que só escolhi a faculdade pela infraestrutura para o curso de RTV. Que também serve para jornalismo, mas eu não achava tão necessário continuar me apertando e vivendo em um lugar que não me deixava bem.

Depois de meses pesquisando faculdade e tentando entender sobre Jornalismo eu fui fazer as provas de inscrição, na verdade eu ia fazer em uma faculdade bem mais perto da minha casa e que era contra fluxo do horário de pico no trem. Mas infelizmente não deu certo, então tive que correr pra não entrar tão tarde na turma e me matriculei na FMU (FIAM/FAAM). Pra fazer uma leve comparação entre as faculdades, é perceptível que a Anhembi tem uma estrutura muito melhor, o meu prédio é novo no sistema deles e não está em condições tão adequadas. De infraestrutura não tem como discutir a Anhembi tinha um preparo incrível. Mas de conteúdo, é aquela coisa, o aluno que tem que se esforçar e aprender. Professor de faculdade, é tudo igual. Um ou outro trabalham seu dom pra explicar de uma forma melhor, mas não muda muita coisa. O aluno tem que se esforçar. E entre pagar mil reais e R$640,00 eu prefiro a segunda opção. Ok, essa foi basicamente minha história trocando de faculdade e curso. Mas agora vou deixar algumas dicas pra quem também pensa em trocar.

Dicas

Se você também não está feliz no curso ou faculdade, precisa tomar uma atitude. Uma das coisas que podem acabar literalmente com a sua vida é a insatisfação profissional. Isso pode te deixar infeliz, mais cansado por não fazer nada com prazer, estressado, chato e etc. Espero que consiga refletir sobre o assunto com essas "dicas".

- Você se enxerga trabalhando na sua área até ficar velhinho? Não? Muda o curso.

- Você demora muito pra chegar na faculdade, não acha que tá pagando justamente pelos serviços, ou simplesmente não se sente bem com o ciclo social? Muda a faculdade. 

- Se são seus pais que pagam e você está com medo. Tenta conversar e explicar os motivos de querer fazer a troca, não adianta falar que quer trocar e não dá as razões certinho. Eles vão pensar que é frescura. Na certa. E se o caso é que eles te obrigam a fazer determinado curso, não perca a esperança, eu não faço o curso dos sonhos da minha família, mas eles continuam me amando rs. 

- E -tente- ter certeza do que você quer. Claro, não tem problema, pelo menos ao meu ver, você querer trocar mais de uma vez. Mas é bom a gente se esforçar pra acertar. Procure as grades, veja valores, o trajeto até a faculdade, preços, conheça o curso, faça uma aula pra experimentar, converse com amigos que façam a faculdade, com profissionais da área. Se prepare o máximo que der, assim as chances de errar são menores.

- Tenha coragem! Acredito que em nenhuma profissão você vai se dar bem se não tiver coragem. Então não se acomode nas coisas que você sabe que não vão dar certo, corra atrás dos seus sonhos, ou de saber quais são eles. Não tenha medo do que vão pensar, do que vão falar e de correr riscos. A graça da vida tá justamente em correr riscos. No amor, na amizade, e até na profissão.

Desculpa o super texto, instinto jornalistico talvez, hahaha. Mas queria falar um pouco do que passei nos últimos meses e também deixar algumas dicas pra quem quer mudar o que tá dando errado por aí. Eu não entrei em muitos detalhes do meu curso atual e como está sendo, porquê será o tema do próximo post. Espero que gostem e que seja útil para alguém. 

Ah, e quem quiser saber mais sobre Rádio e TV eu fiz alguns posts e nessa matéria eu contei tudo o que rolou no primeiro semestre.

Quem ai está nessa fase de mudanças? Ou já passou por ela?

Supeeeer beijo,

Comente com o Facebook:

5 Comentários

  1. Oie Mabel, bom saber que por aqui (no mundo dos blogs) não sou a única que passou recentemente por algo parecidao, em relação ao curso que escolhi pra faculdade. Pra mim foi muito difícil, tive que enfrentar a maior barra na família. eus pais pagavam, foi meu maior erro! Agora depois da poeira baixada, ainda não voltei a estudar, mais com certeza ´letras ou jornalismo é o que quero. Só que agora vou ter de me esforçar pra conseguir entrar na facul por conta, primeiro vou esperar os vestiubulares das estaduais e federais. caso não consiga (porque a compretição é muita), tenho a opção do fies, que pensando bem, se é o que realmente quero, e não por causa da família, vai valer á pena no fim das contas.

    Gostei do que falaste sobre o amor continuar o mesmo, mesmo se a gente acaba desagradando a família com nossas esocolhas. Também tive de aprender isso na marra, e é cem por cento verdade! Depois de uma dessas, precisei passar por tanta mudança. Minha vida é praticamente outra, e tudo aconteceu acompanhado de outras crises crises. Fim de relacionamentos, decepções com amizades falsas, desanimo com o curso que fazia (psicologia) que por incrível que pareça, ainda levei até o 4º período (2 anos) :/

    Enfim, apesar de tudo que passei quando tive de tomar uma atitude que mudou tottalmente minha vida. Agora, me sinto melhor, feliz, sei que estou onde quero estar, sendo eu mesma sem ter que viver com medo do que as pessoas vão pensar. Tenho uma turma nova de amif=gos de verdade, gosto de um carinha legal que conheci mais ou menos no tempo em que tudo isso acontecia (apesar de ainda termos nos acertado por causa disso tudo), é reconfortante saber que meu coração é capaz de superar a dor e violtar a amar novamente.

    Um super beijo, boa sorte pra nós duas, e que Deus nos ajude! Que sejamos feliz com a escolha certa.

    ResponderExcluir
  2. Fiz publicidade e propaganda mas também decidi trocar. Não pelo curso, pois ele é maravilhoso, mas pela faculdade que não me agradou em nada. Dai vou fazer Relações Públicas e Jornalismo, são cursos maravilhosos e bem amplo no mercado de trabalho. Parabéns, foi uma ótima escolha!! beijos e sucesso!
    www.laranjasiena.com

    ResponderExcluir
  3. Que situação mais chata a que você passou, Mabel!
    Ainda falta o colegial pra eu terminar, mas eu já penso em fazer Jornalismo e depois Publicidade, ou quem sabe os dois juntos. Mas tenho um medo terrível de não gostar ou de dar errado :c
    Tenho me informado bastante e espero que não aconteça comigo, pois desde que eu criei meu blog, tenho me apaixonado cada vez mais pela escrita...
    Adorei o post, realmente ajudou bastante!!
    xoxo
    foradocontextoo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Cursei até o terceiro período de publicidade e mudei pra psicologia, tenho que ficar ouvindo várias coisas das pessoas. Eu adorei o curso, só que o mercado de trabalho não é tão legal assim, muito q.i (quem indica) e eu gostava mais das aulas que envolviam psicologia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jefferson, eu também, a mesma situação, quero mudar de Jornalismo para Relações Internacionais, justamente por causa do mercado de trabalho saturado, só resta contar aos meus pais.

      Excluir

Deixe um recadinho com amor e será retribuído <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Desejo Adolescente - 2016. Todos os direitos reservados. Design e programação: Folks Creative Studio. imagem-logo