23.2.15

Como aprendi a me amar?

Vocês vivem pedindo mais posts pessoais por aqui, então, lá vou eu. Fui convidada para participar de um projeto super legal, o ME AMO ASSIM criado pelas lindas Simone e Carol com intuito de conversar mais sobre padrões de beleza nos blogs e incentivar o amor próprio. Afinal, nem todo mundo é igual, muita gente não enxerga a beleza de si próprio, e isso já é motivo de sobra pra gente conversar, né?

O primeiro tema é sobre como eu aprendi a me amar. E isso é uma resposta relativamente fácil. A cada dia eu aprendo um pouco. Eu nasci acima do peso, e nunca mais entrei na média rs. É verdade, e apesar de ser difícil acreditar, hoje em dia estou em uma situação muito melhor do que nos meus 13 anos de idade que tinha o mesmo peso que hoje e era muito menor. Mas eu aprendi a me amar. E esse papo de genética não é desculpa, é realidade. Minhas avós são gordinhas, minha mãe, é e eu sou. E ó, todas nós somos tão felizes. Se rolar um almoço com sobremesa então, somos duplamente felizes.

É difícil acordar diariamente e ver um corpo que eu digo, não seria a minha escolha se eu tivesse opções, mas ele é meu e faz de mim quem sou. Todas as estrias, celulites, marquinhas, manchas, furinhos, tudinho é meu. E sem eles eu não seria eu. Eu já emagreci bastante, fiquei dentro do peso ideal e estava tão feliz quanto hoje. Mas o meu corpo continuava sendo o mesmo, ou seja, as estrias continuavam lá, meus ossos largos não diminuíram, meus peitos continuaram sendo gigantes e nada mudou. Eu fiquei mais saudável, claro. E tô correndo atrás de uma vida mais saudável pra mim novamente, mas antes de entrar em qualquer dieta e academia, eu preciso entender o simples significado de amor próprio.

Você sabe o que é isso? Pra mim amor próprio é querer cuidar de mim e não me destruir. Não ficar sem comer o que tenho vontade, não vomitar o que acabei de comer, não ficar horas sem se alimentar só porque provavelmente aquele cara não vai me achar sexy na balada. Amor próprio requer dedicação diária. Não é fácil. Mas você precisa se apaixonar todo dia por você mesma. 

Sabe aquele filme "Como se fosse a primeira vez?". O cara precisa reconquistar sua mulher todas as manhãs. E nós precisamos fazer o mesmo, sabe? Acordar todo dia e agradecer por ser quem somos, pela nossa vida, pelo brigadeiro, pelas gordurinhas e até pelas danadas celulites. Ou pra você que é a mais magrinha, agradeça suas lindas pernas finas e os ossos aparecendo (os meus são difíceis de achar hahaha). Se conquiste a cada dia. Se apaixone por você, linda do jeito que é.

Eu amo meu cabelo, amo ainda mais azul (ou rosa). Eu amo minhas coxas grandes que se espalham quando eu me acomodo no sofá de casa. Eu curto meus peitões, mas eles me dão dores nas costas. Até meu nariz que é gigante eu aprendi a conviver com ele. Os meus braços grandes que não me deixam em paz nas fotos, aprendi a amar também, mas não sei se por muito tempo. As minhas unhas que não crescem, eu amo também. Agora até acho charmoso, viu? :P

Use hidratante, pinte as unhas, mude a cor do cabelo, use maquiagem, passa um batom vermelho e se olhe no espelho. Eu me amo assim. E se os outros não amarem, não tem problema, estou preocupada é se eles estão amando a si próprio, porque eu já me amo.

Obrigada Lady Gaga, essa música me ajudou muito com meu amor por mim.

E vocês, estão se amando?

Acompanhe nas redes sociais
Twitter | Instagram | Youtube | Facebook


Outros blogs do projeto: Agridoce Cereja | Carolice | Lamoonier

Comente com o Facebook:

9 Comentários

  1. Oi Camila, tudo bem? Faz tanto tempo que eu acompanho o seu blog, não acredito que nunca cheguei a comentar por aqui! Mas agora você vai me ver com bastante frequência, prometo! ;)
    Eu também estou participando do projeto #MEAMOASSIM! Achei a proposta dele maravilhosa e acredito que se amar é algo extremamente importante. O meu caso já foi um pouquinho diferente do seu, eu sofri bastante com o fato de ser magrinha e baixinha. Também já fiquei incomodada com o meu cabelo e algumas vezes com o meu próprio jeito de ser... Hoje em dia eu nem ligo muito para isso. Acho que os meus defeitos podem sim se transformarem em qualidades e é assim que eu os vejo na maioria das vezes. É lógico, existem os dias de baixa auto-estima, mas procuro sempre ver o lado bom de "ser eu". Afinal, diferente de muitas pessoas pelo mundo, eu não nasci sem algum membro ou sentido... Não tenho motivos para reclamar, quando pessoas no mundo todo que nasceram com a "falta" deste tipo de coisa sorriem em todos os minutos. Enfim, o meu texto sobre o tema ficou curtinho, pois acho que a minha resposta é essa: Se amar por inteiro. Os defeitos, as falhas, as qualidades.. Tudinho :)
    Beijos e tenha uma ótima semana!!! :D
    Maluquice de Garota
    Facebook
    Twitter

    ResponderExcluir
  2. Você é a melhor! Fiquei muito emocionada com esse post! Parabéns, tanto por ele quanto por ser quem é, Mabelzinha!
    Beijos, adoro você!

    www.omundoencantadeju.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Adoreeei seu post *-* Também não tenho aquele corpo que muitos julgam ser o "ideal", e às vezes me olho no espelho e não gosto do que vejo. Apesar disso, sempre tento ser um pouco mais positiva, e ir mudando esses pensamentos ruins, sabe? Não é fácil, mas eu tento :D

    ResponderExcluir
  4. Muito bacana esse projeto. E realmente, tudo oque você falou é verdade.
    Temos que nos amar do jeito que somos, com nossos defeitinhos, isso é oque nos torna
    especial, diferente.
    #SomosLindasSim #MeAmoAssim !!!
    Parabéns pelo texto. Adorei ler ♥

    http://www.contatudomulher.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ah, Camila ❤ Eu amei esse post! Realmente tem muita gente que não gosta do próprio corpo por ser magrinha ou gordinha demais, mas eu concordo com tudo que você falou! Precisamos nos amar mais... ❤

    www.blogaprimeiraprimavera.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. amada que tudo vc falar assim tão bem
    sou assim me amo e não importa a opinião alheia <3
    bezo
    http://guriabunitabykhen.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Camila
    Aprender a me amar foi uma tarefa difícil e é, como você disse, um esforço diário, mas hoje me sinto bem da forma com sou. Adorei seu post. Super inspirador.
    Beijos

    Vidas em Preto e Branco 

    ResponderExcluir
  8. Sempre amo seus posts,mas esse você superou,adoreiii.Beijos!
    http://fiqueforteoficial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Camila adorei seu post ja sofri bastante por estar acima do peso. Adorei esse projeto e esse tema. Quando eu tinha uns 13 anos cheguei até ter um inicio de depresão por causa disso mais atualmente estou bem melhor e cada dia aprendendo a me amar mais. E finalmente estou conseguindo emagrecer. Beijos!!!
    www.thesabrinadiares.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Deixe um recadinho com amor e será retribuído <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Desejo Adolescente - 2016. Todos os direitos reservados. Design e programação: Folks Creative Studio. imagem-logo