23.2.16

8 coisas que eu aprendi com o feminismo!















Há mais ou menos um ano e alguma coisa, eu descobri a palavra feminismo e todo o movimento que gira em torno dela. Talvez um pouco tardio, mas apesar de não conhecer o conceito e história eu já sentia muito do que fala o feminismo e foi ótimo encontrar milhares de mulheres que estavam lutando por várias coisas que eu achava completamente errado, escroto e desesperador. Foi como encontrar uma amiga, que me deu um abraço e uma dose de esperança. Desde então aprendi muuuita coisa, mas escolhi oito para compartilhar com vocês e tentar abrir um pouquinho a mente de quem ainda não se entregou a esse abraço maravilhoso!

1. Pesquisar significados de palavras e me aprofundar nos assuntos

Vamos abrir este post com uma dica simples da vida, pesquisar antes de falar. Básico, né? Quando comecei a ouvir falar sobre feminismo e feministas eu não fui de cara criticando e achando que era o mesmo que machismo só que voltado para o sexo feminino! Separei dois minutos do meu tempo para entender que o movimento se trata sobre igualdade entre os gêneros. E foi aí que minha vida mudou! E até hoje continuo sempre me aprofundando no assunto, e amando cada vez mais ter me encontrado com mulheres que questionavam as mesmas coisas que eu, e não me sinto mais só. Amiga, você pode se sentir assim também, recomendo.

2. Ouvir histórias

Por estudar jornalismo eu obviamente já tinha um certo prazer em ouvir histórias, no entanto, quando ouvimos as histórias e relatos de outras mulheres sobre os abusos que sofreram durante a vida, é algo que me transformou (e transforma toda vez) de uma maneira inexplicável. Compreendi o verdadeiro sentido da palavra empatia e que o mundo não gira em torno da gente, não!

3. Colocar-me no lugar de outras pessoas

E falando em empatia, isso é ponto fundamental no feminismo. A gente aprende a se colocar no lugar da outra, entender o que ela passou na vida e isso faz com que nossos julgamentos simplesmente sumam ao viver certas situações através das palavras do outro. 

Minha amiga Paloma e eu durante a manifestação contra a PL 5069

4. União feminina é fundamental

Quando fui na minha primeira manifestação, era justamente protestando um Projeto de Lei contra a saúde e vida da mulher, e lá, entre tantas e tantas moças nós cantávamos: "Companheira me ajuda, que eu não posso andar só. Eu sozinha ando bem, mas com você ando melhor". E eu vi o quanto a união feminina é tão mais importante do que pequenas rixas e bobagens que cultivamos ao longo da história motivada pelo machismo. Sejamos mais unidas, manas!

5. A culpa nunca é da vítima

Eu nunca achei que fosse, convivo com o machismo há tempos e sei por a mais b que a culpa não é da vítima. Mas ainda havia construído em mim alguns pensamentos que com o feminismo foi desconstruindo aos poucos, como coisas relacionadas a roupas e comportamento da mulher na sociedade. A gente pode fazer o que quiser e ninguém tem nada a ver com isso!

6. Não tem nada errado com meu corpo

A sociedade sempre objetificou o corpo feminino puramente para satisfazer o homem, e olha só, descobri que meu corpo não é objeto para ninguém e eu posso ser feliz com ele do jeitinho que ele é, ninguém tem que dizer como ele deve ser! Liberte-se também!

7. A roupa que eu uso só diz respeito a mim

Olha só que demais esta descoberta, mas minha roupa não é um convite! "Eu só quero é ser feliz, andar tranquilamente com a roupa que eu escolhi. E poder me assegurar, de burca ou de shortinho todos vão me respeitar", dizia também uma das letras na manifestação que presenciei. Maravilhoso isso, não é mesmo?

8. Minha opinião não pode ser fator decisivo na vida de outras mulheres

Eu cresci numa bolha muito complicada, com ensinamentos religiosos e conservadores. Mas aos poucos entendi que minha religião e minha opinião não devem interferir na vida de outras pessoas. Por exemplo, se eu não gosto de roupa curta, eu que não use. Se eu sou contra o aborto, eu que não faça. O mundo não gira de acordo com o que achamos certo ou errado!


Eu aprendi muita coisa e continuo aprendendo a cada dia! É um movimento incrível, que sim, tem algumas manchas como todo movimento tem, mas é lindo e maravilhoso! Em breve vou indicar pra vocês algumas páginas bem legais para acompanhar e entender mais sobre o assunto e conhecer outras histórias! 

Quem aí já se assumiu feminista também?

Quem tiver blog/youtube e quiser fazer um post ou vídeo contando o que aprendeu com o movimento, vai ser incrível poder acompanhar. Me mandem os links que quero ver todos! ;)

Um beijo!

Acompanhe nas redes sociais

Comente com o Facebook:

4 Comentários

  1. Olha a sociedade deveria saber mais, lutar mais, amei o post.

    http://alinesecretplace.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ebaaa, fico feliz que tenha gostado, Aline <3

      Excluir
  2. Oi, Camila!

    Achei o muito muito válido, em especial porque acho que nós, blogueiras, deveríamos nos assumir mais em relação ao que somos. Eu costumo pensar que sempre fui feminista, apenas não sabia que os pensamentos que tinha e as opiniões que tinha eram feministas. Sempre fui muito libertária e sempre me senti muito incomodada com pessoas que tentavam me mandar "comportar" e coisas assim. Só tive a total ciência de que me encaixava neste movimento quando entrei na faculdade e conheci um coletivo feminista, do qual ainda faço parte.
    Tudo o que você colocou no post eu fui aprendendo também (muitas coisas, na verdade, antes de me entender como feminista). Fico muito chateada que as pessoas queiram opinar sobre isso sem ter ideia do que o movimento é. Não é vitimismo, não é uma cartilha de como controlar a vida da próxima. É apenas liberdade. Mas, claro, tanta gente nunca sentiu isso, que estranha, que acha errado.
    Obrigada pelo post, espero que mais pessoas o leem :)

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nina! Verdade, também já me sentia feminista antes mesmo de saber de fato o que era. Também fico triste por muitas pessoas ainda julgarem sem saber, mas a gente vai tentando espalhar o que conhecemos, né? Obrigada pelo seu lindo comentário, estamos juntas! <3

      Excluir

Deixe um recadinho com amor e será retribuído <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Desejo Adolescente - 2016. Todos os direitos reservados. Design e programação: Folks Creative Studio. imagem-logo