29.2.16

Dica de Leitura: Como eu era antes de você

Por Tico Menezes 


Lançado mundialmente em 2012, “Como Eu Era Antes de Você”, da já conhecida autora Jojo Moyes, não demorou muito a se tornar um sucesso comercial, visto que romances com história de superação são tiros certeiros das editoras, chegando a ficar meses na prateleira de “Mais Vendidos” da livraria. E com o hype da internet após o belo trailer da adaptação – que será lançada em junho de 2016 –, novos leitores têm a chance de conhecer a história de Lou Clark e Will Traynor.

Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca 
ISBN: 9788580573299
Ano: 2013 
Páginas: 320
Classificação:  (Bom)  
Louisa Clark tem 27 anos e acaba de ser demitida. Ela nunca considerou fazer faculdade, nem mesmo trabalhar em outro lugar além do modesto e aconchegante Café, onde pode observar as rotinas e dramas dos moradores de uma pequena cidade da Inglaterra como quem lê um livro interminável e nunca se cansa. Seu namoro com o maratonista Patrick é cômodo, pois após sete anos juntos, não vê um porquê em mudar alguma coisa. Mas essa realidade acabou e agora ela sente o peso de estar morando com os pais, com a irmã, com o sobrinho e com o avô que precisa de cuidados especiais e, bem, ela percebe que não vai aguentar ficar naquela situação por muito tempo. Situação esta, que a faz correr para a Agência de Empregos onde, após algumas experiências horríveis e propostas piores ainda, encontra um anúncio para ser cuidadora de um homem tetraplégico que mora num casarão próximo ao castelo, que é também o ponto turístico principal da cidade.

O homem é Will Traynor, ex-sócio de uma grande empresa, acostumado a uma vida cheia de viagens, romances, dinheiro e aventuras. Porém, há dois anos Will sofreu um acidente que paralisou todo o seu corpo, exceto o pescoço e a cabeça. Ele é cuidado por seus pais e um cuidador profissional – o simpático Nathan – num casarão onde há muito parece não haver felicidade. Como essas duas almas perdidas de formas tão diferentes vão se comunicar?

E a resposta vem com uma simplicidade surpreendente: Sinceridade. Quando Will e Louisa começam a ser sinceros um com o outro – seja com histórias sobre infância, a diferença de suas criações, os gostos quase opostos e o desconforto inicial da situação que os aproximou – é que os diálogos ficam interessantes, as passagens de tempo são sentidas de forma leve e as características dos personagens se acentuam, marcando-os como pessoas reais, dramas relevantes.





A fluidez da prosa de Jojo Moyes convence o leitor a seguir lendo, mesmo com a história de Louisa não sendo tão interessante. A protagonista é uma personagem levemente excêntrica, muito mais pelas roupas que usa do que por seu jeito de encarar a vida, o que dá a impressão de que ela é uma pessoa rasa, sem muito a apresentar. Porém, a vivacidade com que a jovem mulher enfrenta o desafio de cuidar deste mal-humorado tetraplégico é verossímil e interessante, nos aproximando de sua rotina, permitindo que sejamos conquistados pelo carisma de sua família e aceitemos acompanhá-la nessa jornada de autodescoberta.

Mas é a dinâmica entre Louisa e Will que traz os momentos mais doces e suscita a boa discussão que o livro propõe posteriormente. Uma vez que estão unidos por um laço de amizade e compreensão, Will se permite deixar Louisa conhecê-lo, não por quem ele foi, mas por quem ele se tornou e ver essa transformação é dolorosa, até sufocante, o que comprova novamente a capacidade da autora em envolver o leitor pela história sendo contada.

Porém, nem tudo são flores e o que há de ruim deve ser comentado. É decepcionante quando Louisa chega à conclusão – não uma ou duas vezes, mas várias durante a narrativa – que sua vida só mudaria se Will aceitasse, se Will a guiasse, se Will a ensinasse, não como uma troca entre amigos que se gostam e querem se ver melhorar, mas como uma dependência. Louisa se torna uma mulher forte ao longo do livro, mas a autora cai no clichê da moça que precisa do homem para ser feliz.

Assim como a discussão sobre a eutanásia, que, apesar de interessantíssima e atemporal, é interrompida por uma narrativa irrelevante sobre como tal personagem é frustrado com coisas em sua vida. A família de Will é responsável por momentos dramáticos fortes e críveis que duram, no máximo, uma página e meia e são logo substituídos por mais uma divagação da protagonista sobre suas inseguranças. O foco mal guiado da trama atrapalha o significado dos personagens secundários, fazendo o leitor torcer por mais um capítulo em que a narradora não seja Louisa.
E tudo em excesso faz mal, Jojo Moyes.



Merece ser lido pelo frescor da discussão que traz, mas em muitos pontos se assemelha a romances comuns, destes que têm três ou quatro livros lançados por ano. Dinâmico, engraçado, bem escrito, mas com esse problema de foco no lugar errado, “Como Eu Era Antes de Você” é garantia de lágrimas para quem gosta de romances com personagens carismáticos e torce por finais felizes.

Quem aí já leu?


Comente com o Facebook:

7 Comentários

  1. Não vejo a hora de assistir ao filme!
    Eu amei o livro!!!

    Bjooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Acho que esse livro se encaixa aos do Nicholas: Não consigo levar a sério a leitura. Eu não sou muito chegada em romances exatamente por isso, sempre há aquela velha história da mocinha não saber viver sem o homem que é o amor da sua vida. Até hoje não me interessei no livro e não sei o que o povo viu de tão emocionante do trailer do filme hahaha
    Beijinhos <3
    Livros, Amor e Mais

    ResponderExcluir
  3. De tanto que as pessoas falam desse livro eu já sei que vou adorar, só preciso comprar agora, de preferência antes do filme ir ao cinema :))
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
  4. vlw pela dica..

    http://vestigiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Todo mundo está falando desse livro, dizem que é ótimo.

    http://alinesecretplace.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu queria muito esse livro e meu namorado disse que iria me dar de aniversário, mas ele acabou confundindo as capas na livraria e comprou o A Garota Que Você Deixou Pra Trás hahaha como sempre ouço falar bem dessa autora, sei que o livro será bom, mas ainda quero muito Como Eu Era Antes de Você =/
    Adorei o post!

    Abraço,
    omundodemis.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Depois de saber um spoiler muito grande do livro eu desanimei nesta leitura. Lendo sua resenha, muito bem escrita por sinal, você levantou aspectos que me deixaram curiosa e despertou uma vontadezinha de lê-lo.

    ResponderExcluir

Deixe um recadinho com amor e será retribuído <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Desejo Adolescente - 2016. Todos os direitos reservados. Design e programação: Folks Creative Studio. imagem-logo