4.7.16

Deveria ter sido assim

Foto: https://stocksnap.io/


Andando por ai de cabeça baixa, pensamentos a solta que me levam até você. Deveria estar pensando em outra coisa. Olhares me rodeiam, um monte de pessoas. Coração bagunçado e uma preguiça de ter que arrumar o que você deixou pra trás. Não é justo que eu ainda me importe, eu sei. Mas quer repetir isso pro meu coração? Parece que ele ainda não entendeu muito bem isso. Eu ainda me importo, eu ainda queria te ter por perto. Agora só consigo me perguntar com quem você está, se lembra de mim ou sente minha falta. Pensando se poderia ter dado certo, como teria sido. Imaginando todas as coisas que poderíamos ter feito juntos, todas as emoções que poderíamos ter sentido. E se perdemos a chance?  Poderia ter sido diferente, poderia não é? 

Não deveria ter sido desse jeito. Não deveria ter sido assim que as coisas aconteciam. Deveria ser nós, deveria sermos um só agora. Nunca saberemos como seria porque você nunca tentou de verdade, nunca se permitiu sentir isso da forma como merecia ser sentido. Uma tempestade perfeita. Uma chuva inesperada. Uma luz radiante. Não deveria ter ficado somente na imaginação, deveria ter sido real. E por que não foi? Era louco, era bagunçado, era algo nosso. Nunca saberemos agora. Você está tão longe que mal posso te alcançar e não sei se quero mais acreditar que poderíamos ter funcionado se você tivesse parado de jogar o tempo todo.


Como em um cabo de guerra, você jogou desculpas de um lado pro outro esperando que eu deixasse de segurar meu lado. Pra que serviu isso? Eu queria o nós, queria nossos momentos. Queria deixar tudo acontecer no seu devido tempo. Como uma chama que começa pequena e quando se percebe está se espalhando por todo lugar. Você me enlouqueceu, me irritou e mesmo que isso tenha acontecido antes e ainda agora fingi por muito tempo. Repeti pra mim que isso não me incomodava fechando os olhos e visualizando todos os momentos. Todas as palavras, todas as memórias que posso reunir sobre ti. Talvez a procura de algum indício de que você me deixaria a deriva sem nem ao menos tentar, pra voltar de novo e confundir tudo que eu estava tentando colocar de volta em seu lugar.

Eu deveria mentir, dizer que mesmo depois do jeito que você me deixou você não me faz mais bem. Mas não posso. Não dá. Dou meu melhor, vivo dizendo e repetindo as coisas cansativamente e odeio que ainda estou aqui com uma pontinha de desejo imaginando. Poderíamos cruzar os limites, alcançar o céu, ultrapassa barreira, correr sem direção, mergulhar de cabeça em algo. Tantas coisas, tantos sonhos, tantas emoções que poderiam ser vividas. Tantas coisas, tantas. 

Deveria ter sido assim, mas não.

E se não foi, será que era pra não ser?

Comente com o Facebook:

Comente

Deixe um recadinho com amor e será retribuído <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Desejo Adolescente - 2016. Todos os direitos reservados. Design e programação: Folks Creative Studio. imagem-logo