3.8.16

É acabou. Ponto Final.


São duas horas da manhã e só agora minha mente processou o que houve. Senti meu coração esmagar um pouquinho mas respirei fundo e me segurei. Prometi não derramar mais lágrimas por nada relacionado a ti. Nunca valeu a pena. Acabou. É difícil entender isso. Acho que já tinha acabado faz tempo e eu que não tinha me dado conta. Nem sabia nomear mais o que tínhamos um com o outro. Cada vez era diferente. Me pergunto se eu passei pela sua mente por pelo menos um instante? Me pergunto se você vai sentir pelo menos um pouquinho minha falta. Quando acabou, eu fiquei bem. Não chorei e achei que seria fácil lidar com isso. Acontece que não está sendo. É loucura confessar que eu nem ao menos sabia o que sentia por ti? Que eu nem ao menos sabia porque ainda insistia em você. Em alguns momentos achei que era o medo. Em outros a insegurança. Em outros a tal da sensação que me fazia fazer coisas estúpidas por ti.

 Não posso pensar demais nisso. Não quero pensar que neste exato momento você possa estar com outra nem ao menos ligando por termos definitivamente saído da vida um do outro. Não dá pra pensar nisso, não dá pra imaginar. Porque eu sei que ainda vai doer, ainda vai magoar. Sim, eu quis que você voltasse. Gostaria de não ter dito que acabou e para bloquear meu número. Gostaria que soubesse que tinha um fiapo de esperança no fundo do peito esperando que você pedisse pra ficar. Que protestasse, que dissesse pra gente conversar e queria tentar me entender. Só queria que estivesse aqui pra te falar o turbilhão de sentimentos que está aqui dentro de mim. Só queria que estivesse aqui pra me abraçar pois estou precisando de um abraço apertado faz um tempo. 

Sei que ainda vou pensar muito em você até te esquecer completamente. Até isso passar. Pode demorar, mas vai dar certo. Então dessa vez não colocarei mais vírgulas. Não fingirei que nada aconteceu e não darei mais chances para aquilo que você nunca deu uma chance real. Não voltarei atrás e pedirei pra que desbloqueie meu número, pra que sejamos amigos ou pra qualquer desculpa estúpida que eu sempre inventava pra te manter na minha vida. Pontos finais definem o fim. E eles não podem ser alterados. Posso até lembrar de nós, mais tarde. Como um tipo de relacionamento esquisito e torto que tinha tendência a cair. Eu quis voltar no tempo, quis entender, quis saber porque brigávamos  tanto, quis consertar as coisas. Durante esse tempo senti saudade demais para guardar raiva de você. E mesmo agora não guardo. Você sempre soube como me manter na sua, como me deixar brava e louca a ponto de implicar e ficar ligada em você.  Me cedia um pouco e depois tirava mais do que cedeu.

 Só gostaria que soubesse que seu telefone não vai mais tocar. Meu número não vai aparecer mais na sua tela de mensagens. Não vou mais arranjar motivos pra conversarmos ou sermos amigos. Nunca fomos. Talvez fosse pra ser assim desde o começo. Não sermos nada. Como uma pessoa que passa pela sua vida sem significado nenhum. Como algo passageiro que só passa pra trazer confusão e tormenta. Não estou bem por dentro, mas por fora sei que fiz o bem. Afinal, eu fiz o melhor por mim.

As fotos desta matéria foram retiradas do site We heart it, se alguém souber os créditos de alguma imagem, é só entrar em contato pelos comentários ou e-mail (contato@desejoadolescente.com) e nos avisar que iremos creditar.


Comente com o Facebook:

2 Comentários

  1. Nossa,que texto lindo!
    E de como é difícil o término de um relacionamento.
    Mas como bem diz o texto,muitas vezes é o melhor caminho a seguir.💔

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Nossa estou sem palavras... Nunca passei por um término de relacionamento, mas imagino como deve ser difícil tirar alguém da sua vida. Talvez seja a melhor escolha a se fazer as vezes </3

    ResponderExcluir

Deixe um recadinho com amor e será retribuído <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Desejo Adolescente - 2016. Todos os direitos reservados. Design e programação: Folks Creative Studio. imagem-logo