26.9.16

Fase de mudança

Olha, vou começar dizendo que ainda estou chateada. Não pense que esqueci tudo que aconteceu. Não, não. Até porque não inventaram um botão mágico que apague os momento que a gente escolher. Mas só me restou deixar tudo pra trás e seguir em frente. Não dava pra ficar remoendo isso várias e várias vezes, não é mesmo? Afinal, de que adiantaria? Chateada, magoada e decepcionada. Afinal, eu te ofereci abraços, beijos, apoio e tudo que me sobrou oferecer. Foi sem cobrar nada, sincero e de coração. E eu não devia esperar nada em troca, mas sempre rola uma expectativa, não? Aquela pulguinha que te faz pensar como será que a pessoa vai retribuir ou agir com relação a você. Eu ainda posso estar um pouco, mas só agora entendi que certas coisas a gente não pode mudar por mais que queira. Obviamente ninguém é como a gente espera, mas é extremamente frustrante e desgastante lidar com alguém que mais fala do que age. Que desafio. É que aprendi que precisamos aceitar o que a pessoa oferece, respirar fundo, pensar em diversas possibilidades e entender que cada um é de um jeito. E isso é difícil pra caramba. Ai como é difícil. 

Ultimamente venho sentindo uma calmaria que queria ter sentido faz tempo. É claro que ela não veio assim de repente. Primeiro eu tive que admitir que você, eu e a situação esteve errada. Eu errei, você errou e ai a coisa tinha que desandar mesmo. Não daria certo do jeito que aconteceu. A medida que percebi e comecei a deixar de esperar muito a angústia foi diminuindo. Calma. Não estou dizendo que é um milagre que acontece de repente e te muda. Isso leva um tempinho, mas quando começa a sentir mudar é um alívio pro coração. Não dá pra pisar em ovos pra sempre ou encenar um papel eternamente. Me dei conta de que não posso ficar me preocupando com as desculpas furadas, com a falta de tempo ou com sua falta de atenção comigo. Eu escolho o que me afeta. Não tinha noção de que sempre tive o poder de impedir que certas coisas me entristecessem. Você deve estar ai pensando, mas o que aconteceu garota? Eu explico. Vamos dizer que estou mais consciente do que já estive em algum momento da minha vida. 

Ando mais simples, compreensiva e concentrada no que me afeta. Admito meu sentimentalismo, meu drama e minha vontade de amor verdadeiro. O que tiver que ser vai permanecer. Só não dá pra continuar segurando aquilo que não quer de jeito nenhum ficar por medo de sentir a ausência. Algumas coisas na vida até merecem um esforço extra pra funcionar de verdade ou acontecer uma mudança, mas isso é trabalho de duas pessoas. Não dá pra uma só querer fazer o trabalho de dois. 

Então nessa fase de coerência e leveza que eu nem sei se é temporária posso dizer que temos que deixar nosso coração de lado e botar a cabeça no comando. 

Racionalidade vem aqui, assuma o posto por favor?

Comente com o Facebook:

8 Comentários

  1. Olá!
    Nossa esses posts do blog sempre me emocionam, posso dizer que esta mudança não é fácil, mas é necessária.
    A dor não dura pra sempre e uma hora aprendemos a superar tudo. Amei o texto <3

    ResponderExcluir
  2. É tão difícil admitir que nem tudo que queríamos é exatamente do jeito que deveria ser.E mais difícil ainda é deixar ir...
    As vezes achamos que perdemos algo,mas na realidade não era para ser.
    Mais demora demais a gente cair na real!

    Adorei o seu texto,e tenho certeza que muitas pessoas irão se identificar com ele.

    ResponderExcluir
  3. Oi Cybelle.
    Adorei o texto.
    Acho que acabamos criando altas expectativas em relação a coisas e pessoas principalmente quando estamos animados. Mas i importante é levantar a poeira e aprender com o erro e tentar não cometê-lo novamente. Superação e aprendizado sempre.
    A parte emocional demora um pouquinho para se recuperar, mas se recupera.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Mudança... tenho pavor dessa palavra, mudança implica alterar o que está acontecendo, mas se o que está ocorrendo está nos machucando, não há alternativa a não ser dar um basta. No começo é extremamente difícil, a raiva está presente, o choro, mas com o tempo a gente vai percebendo que aquilo que não estava funcionando estava nos bloqueando e a cabeça fica até mais leve. Ser guiada pela emoção nem sempre é tudo, racionalidade sim, ela é necessária muitas vezes!

    ResponderExcluir
  5. Simplesmente perfeito *__*
    Eu passei por uma fase de mudanças a algum tempo e me fez muito bem a gente tem que estar em constante mudanças não aceitar amor pela metade e muito menos se doar inteira sem receber nada em troca
    Ter mais amor próprio é essencial porque só assim que começamos a ser feliz de verdade.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  6. Como eu amo esses textos e o blog, o próprio nome já diz ''Desejo Adolescente'' você conseguiu criar um texto perfeito para nós que estamos nessa fase. Não podemos nos apegar a algo com medo de sua ausência, é ruim para nós mesmos, as mudanças vem para o bem, mesmo que de início seja estranho.

    ResponderExcluir
  7. Adorei o texto, você escreve muito bem! Mudanças são necessárias a seu tempo, e não é porque não são fáceis que deve se deixar pra lá, se acomodar com o caminho mais cômodo. Já passei por boas mudanças e hoje colho os frutos de tudo isso, mas sem nunca me esquecer do quanto mudei pra chegar onde cheguei.

    ResponderExcluir
  8. Ai que texto lindo, todos passamos por essa fase, é uma faze uma importante, pois nos vemos em mudança e em crescimento, vamos exigindo mais de tudo e principalmente de nos mesmo.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir

Deixe um recadinho com amor e será retribuído <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Desejo Adolescente - 2016. Todos os direitos reservados. Design e programação: Folks Creative Studio. imagem-logo