19.10.16

Dica de leitura: Eu vejo Kate

Resultado de imagem para eu vejo kate - o despertar de um serial killer
Autor: Cláudia Lemes 
Editora: Empíreo
ISBN: 9788567191140
Ano: 2015
Páginas: 387
Classificação:  (Excelente) 
Onde Comprar: Saraiva | Submarino | Amazon


Sabe aqueles livros que você termina em alguns dias, mas parecem ter passado semanas? Foi assim que me senti lendo Eu Vejo Kate, de Claudia Lemes. A história é perfeita para os leitores que procuram tensão, suspense e ótimas narrativas policiais.

Na trama acompanhamos Kate, uma escritora que pretende publicar um livro sobre a história de um dos mais famosos seriais killers de Blessfield, Nathan Bardel. Com a vida indo de mal a pior, ela fica obcecada pela mente do assassino e vai cada vez mais fundo para entender seus métodos e sua história até a sua morte. A partir de então, a escrita se torna uma compulsão e sua sala de estar se transforma em um grande painel sobre a vida de Bardel e fotos de suas vítimas na cena do crime. Isso faz com que, de alguma maneira, Kate entre em sincronia com o assassino, e do plano espiritual, Bardel também torna-se obcecada por ela.

Mesmo a editora recusando publicar a biografia, Kate continua sua investigação e conhece Ryan Owen, agente federal que, na época dos assassinatos, era responsável pelo profile de Nathan Bardel. Um dia, porém, uma carta anônima aparece em frente a porta da casa de Kate, afirmando que se não parasse de escrever, sofreria as consequências. Naquela noite, uma menina foi encontrada morta da mesma maneira que Bardel matava suas vítimas, com um X desenhado a faca no seio esquerdo.

Com uma sinopse dessa, já pode-se dizer que Claudia estreia na literatura de maneira excepcional e muito interessante. O livro é resultado de pesquisas feitas por 10 anos sobre profilers, assassinos em série e narrativas policiais. Além de conter uma trama atrativa, possui uma estrutura de narrativa que cativa e dinamiza a visão do leitor.

Os capítulos são escritos a partir das visões de três personagens, que se provam totalmente distintos e tem suas peculiaridades muitos bem exploradas, o que torna os pontos de vista muito envolventes e pessoais. Intercalando-os, os capítulos são narrados ora por Kate, ora por Ryan e, por mais impressionante, pelo espírito de Nathan Bardel, que parece ter uma conexão mental e física com Kate mesmo depois de morto. Fora os personagens propositalmente superficiais, a parcela relevante de personagens importantes são construídos com uma destreza impressionante e muita complexidade. Através dessa proximidade entre personagens e leitor é possível sentir aquilo que estão sentindo da maneira mais real possível.

Não nego que me apeguei a eles de um jeito incrível, até mesmo de Bardel. Com todo esse estudo que Lemes realizou, era esperado que o assassino do livro tenha uma desenvoltura mais humana e profunda. Muitas vezes me peguei tentando entender sua mente e me identificando com algumas de suas vivências e pensamentos. Outra surpresa sedutora foi a presença forte de erotismo durante algumas passagens do livro. Isso tornou tudo muito natural e fez com que todo essa história CSI parecesse mais real.

Então, se você está procurando um livro para viciar, dá uma chance para essa revelação nacional, tenho certeza que não vai se arrepender!

Quem leu, também gostou?

Comente com o Facebook:

  1. Olá Letícia!
    Eu adoro livros com estórias policiais, e este livro me deixou muito curiosa por tratar também sobre o espírito do assassino, achei muito legal misturar a questão policial com um pouco de sobrenatural. Adorei a resenha, já quero ler o livro.
    Beijos

    ResponderExcluir

Deixe um recadinho com amor e será retribuído <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Desejo Adolescente - 2016. Todos os direitos reservados. Design e programação: Folks Creative Studio. imagem-logo