9.10.17

5 dicas para quem vai para o Beto Carrero World


Recentemente fui comemorar meu aniversário no parque do Beto Carrero World, em Santa Catarina, com algumas amigas. Alguns dias antes da viagem, procurei muito por certas informações e não encontrei. Senti tanta falta disso quando chegamos na cidade, váriiias coisas poderiam ter sido diferentes e nós também estaríamos mais preparadas para outras, por isso, resolvi fazer um post com algumas dicas que acho importante pra quem vai conhecer o parque. 

1. Transporte

Fomos em cinco pessoas, todas de São Paulo, e cada uma foi de um jeito, rs. Na verdade, minha prima, irmã e eu fomos e voltamos de avião. Uma amiga foi e voltou de ônibus e a outra foi de avião e voltou de ônibus. Apesar do ônibus demorar bem mais, pode compensar pelo valor que fica muito mais em conta. Mas chegar lá é a parte mais fácil, o difícil é a locomoção na cidade. Começando para sair do aeroporto/rodoviária para ir até a cidade do parque. Era MUITO caro o valor do táxi, uma média de R$400, enquanto o Uber ficava em torno de R$160. O Google Maps praticamente não funcionava e não encontramos peruas ou ônibus pra ir até o local. Conseguimos então utilizar o BlablaCar, um site de caronas que já havíamos utilizado em SP. Tivemos muita sorte de encontrar um rapaz que aceitou também buscar a gente no dia da volta. No carro estávamos em quatro e ficou R$20 pra ir e R$30 pra voltar para cada uma, salva essa dica aí, migos, vocês vão precisar. Tentem já deixar combinado, pois nem na cidade e nem no parque encontramos formas baratas e diretas para voltar à rodoviária/aeroporto. Na volta só havia táxi e um Uber disponível (que uma das minhas amigas teve a sorte de conseguir chamar, já que ela voltava um dia antes). Talvez a melhor opção seja alugar um carro, caso você dirija.

2. Hospedagem

Nós resolvemos ficar hospedados o mais próximo possível ao parque. Encontramos uma casa no Airbnb na mesma cidade, Penha. E se você está indo passar o fim de semana no Beto Carrero, provavelmente não vai usufruir muito da cidade, agora, se você quer turistar e encontrar um pouco de agito, talvez não seja o melhor lugar. A cidade, apesar de ter alguns restaurantes e barzinhos bem legais, é bem afastada do centro de Florianópolis, é bem pequena e com poucas pessoas, pelo menos na época que fomos (setembro). Vale a pena para quem quer tranquilidade e pra quem pretende ir mais de um dia pro parque. A casa que nós ficamos foi a da Mariela, vou deixar aqui o link pra quem tiver interesse, porque tivemos uma ótima experiência. Além do preço ser ok, o apartamento é ótimo, tem piscina e wi-fi e é bem próximo de carro do parque. Se você for usar o airbnb pela primeira vez, através do meu link você consegue um desconto de R$100, entre por aqui ;) 

3. Turismo?

Infelizmente, o centro de Florianópolis é bem longe da cidade que nos hospedamos, umas duas horas de viagem, por isso, não animamos em passar um dia lá. Na Penha achamos tudo bem simples. A praia perto da casa é bonita e no calor pode ser uma ótima opção pra passar o dia. E a noite têm algumas lanchonetes bem legais na cidade. Não anotei os nomes, mas na rua principal, têm hamburgueria, pizzaria, e até um Karaokê (maravilhoso) que fica aberto até às 5h da manhã. Mas vale ressaltar novamente que, é uma cidade calmaaa. Não vá esperando por uma Rua Augusta ;)


4. O Parque

O Beto Carrero World é realmente muito grande. A primeira coisa que posso dizer é, se você tem dinheiro e tempo, passe pelo menos dois dias no lugar. Além de repetir os brinquedos favoritos, vai dar pra ver realmente tudo. Nós ficamos tão empolgadas com as montanhas-russas que nem conseguimos assistir os shows, que são bem famosos, nem tampouco ir ao zoológico. E ó, se você curte os brinquedos mais hard certeza que irá sair feliz do lugar. A Firewhip é a melhor montanha-russa da vida, quase morri, mas foi ótimo. A BigTower é ao mesmo tempo a melhor e pior coisa do mundo hahaha. E adorei todos os brinquedos que fui. Em geral, pra quem gosta de parque de diversões vale muito a pena a visita. O lugar é LINDO, cheio de atrações e atividades, além de organizado e limpo. Só senti falta de ter mais músicas tocando pelo lugar, assim deixaria tudo ainda mais divertido. Ah, compre seu ingresso antecipadamente no site, fica mais barato, e se você for o aniversariante do dia, não paga :D

5. Comidinhas 

Claro que uma blogueyra gorda como eu, não poderia deixar de colocar um tópico só pra isso. Já falei que os restaurantes na cidade são ótimos, comida boa mesmo. Se você ficar hospedado em casa como eu, pode também passar no mercado e fazer as refeições pra dar aquela economizada boa. Mas quero chamar atenção para os lanches do parque. Como no site informa que não pode entrar com comida, e apesar de achar isso completamente errado, devo admitir que na praça de alimentação têm ótimas opções. E tudo por um preço bem aceitável. Todos os lanches que nós comemos estavam gostosos e um valor tranquilo, comparável ao McDonalds. Então, eu super recomendo que, ao invés de andar com uma mochila pesada com lanches, deixe para comer no próprio parque. 

Agora, coleguinha, só se jogar e aproveitar MUITO. Espero que alguma dica ajude você a se divertir ainda mais essa atração. E se você já foi, comenta aí alguma dica legal pra quem ainda vai.

Comente com o Facebook:

Comente

Deixe um recadinho com amor e será retribuído <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Desejo Adolescente - 2016. Todos os direitos reservados. Design e programação: Folks Creative Studio. imagem-logo